Somos todos Poeira de Estrelas

"... à exceção do hidrogênio, todos os átomos que compõem cada um de nós - o ferro no sangue, o cálcio nos ossos, o carbono no cérebro - foram fabricados em estrelas vermelhas gigantes a milhares de anos-luz no espaço e a bilhões de anos no tempo. Somos feitos, como gosto de dizer, de matéria estelar."
(Carl Sagan)

segunda-feira, 31 de maio de 2010

Depressão não é brincadeira. Procure tratamento

.
Muitas vezes tudo parece estar dentro da normalidade que podemos esperar da vida. De repente notamos que um amigo, um irmão ou outra pessoa do nosso círculo social apresenta um comportamento diferente e que algo está errado. Se ela apresenta uma grande tristeza, passamos a ser mais carinhosos, a dizer palavras de ânimo, damos aulas rápidas sobre pensamento positivo e nada acontece... Lá está o nosso ente querido perdido no vazio, vivendo em uma solidão que não respeita a nossa presença. Neste caso fica fácil percebermos que nosso amigo está em um estado de depressão. Em outros casos, o nosso ente querido apresenta crises de mal-humor raiva, irritabilidade agredindo a ele mesmo e aos que estão ao seu redor. Neste caso é mais difícil sermos compreensivos e raramente pensamos que o que o está angustiando é uma doença grave, a depressão.
Como se sente uma pessoa com depressão? Só ela sabe. Mesmo quem tem esta doença ou teve não consegue entender os sentimentos de um outro doente.
O carinho, o apoio e a compreensão dos amigos e familiares devem sempre estar presentes. Mas o que tem que ser feito o mais rapidamente possível é a busca de um tratamento com pessoa especializada: Os psicólogos e os psicanalistas. Os homeopatas também conseguem bons resultados no tratamento da depressão.
Remédios? Exatamente isto... Sempre que o especialista receitar, com dosagens corretas e com severo acompanhamento médico.
Por que não? Praticamente todos os alimentos que ingerimos têm alguma contra indicação desde um refrigerante até ao álcool de uma cervejinha.
Uma pessoa em depressão pode estar no fundo do poço e fica muito difícil para ela ouvir palavras que venham lá da borda deste poço. Tem que se ter muito cuidado no que se diz a esta pessoa. Muitas vezes ela já colocou em seus ombros muitas culpas e quando dizemos seja forte, faça isso ou aquilo, ela pode se considerar um fraco; e quando dissermos tenha pensamentos positivos e ela não conseguir, ela vai achar que é uma pessoa negativa e concluirá que realmente é culpada de tudo pelo o que está passando e a depressão tende a piorar.
Como surge a depressão?
Ninguém sabe exatamente. Dizem que surge com o desequilíbrio bioquímico dos neurônios responsáveis pelo controle do estado de humor. Pode aparecer em todas as idades. Algumas vezes a pessoa passa de um estado de euforia para um estado depressivo, rapidamente, outras vezes esta passagem é lenta e invisível.
A partir de que surge a depressão?
Todos nos enfrentamos eventos estressantes, como perda de ente querido, separação e morte, perda de emprego, mudança de habitação contra vontade, doença grave, não aceitação do próprio corpo, pressões para ser consumistas e escravos da beleza, falta de reconhecimento, falta de recompensa, sensação de inutilidade, processo de exclusão, consciência de que fez algo muito errado, pequenas contrariedades, algo mal-ouvido e etc. Tudo isto pode nos deixar tristes, mas não é motivo para se desenvolver depressão, porém provavelmente estes eventos podem disparar a depressão nas pessoas predispostas e vulneráveis a ela.
A depressão é mais do que uma simples tristeza passageira é uma carência sem fim, uma solidão incomensurável, uma timidez avassaladora.
E a negação que é comum em algumas doenças?
Existe também na depressão e isto complica o tratamento. A pessoa às vezes nega que está depressivo inconscientemente, outras vezes com medo de ser considerado um fraco, um ser negativo e baixo-astral, enfim por temer o preconceito que possa existir em relação a esta doença que na verdade atualmente é mais comum do que se percebe.
Muitos são os sintomas da depressão, como por exemplo, perda de energia ou interesse, alterações do apetite ou do sono, dificuldade para executar tarefas, dores inexplicáveis e etc.
O que faz com que algumas pessoas passem de uma tristeza para uma depressão não é de fácil compreensão e é objeto de estudos e a influência genética,como em toda medicina, também é muito estudada.
Este texto eu escrevi após assistir a um documentário sobre uma família onde existia um rapaz que foi diagnosticado como portador de transtorno bipolar e porque eu tenho ouvido desabafos de muitos jovens que dizem que tiveram crises de depressão.
Existe cura para a depressão desde que se faça tratamento adequado. A cura depende de muita luta e o sofrimento provavelmente será distribuído por todos que convivem e amam a pessoa que está depressiva. Vale lembrar que ninguém veio ao mundo a passeio. É mais uma luta...
Não me surpreenderia, se um dia um enviado de Deus viesse a dizer que a depressão é causada por algum tipo de vírus, podendo assim ser desenvolvida uma vacina contra ela.


Gilnea Rangel

quinta-feira, 27 de maio de 2010

Meu Deus

Creio em um Deus sem imagem,
Que é energia e poder.
Que está no Céu e também na Terra.
Que projetou a vida como um jogo,
Onde para existir,
Um ser depende do outro ser.
Um Deus que me criou com liberdade de ação,
Me deu como juiz a minha consciência
E que, bem me aceita por eu ser uma de suas criações.
Um Deus que não me quer de joelhos
E sim em harmonia com a natureza.
Um Deus a quem não posso pedir favores,
Mas que se faz presente,
A partir de um pensamento positivo.
Um Deus que não criou céu inferno ou purgatório,
Pois quando eu morrer
Me receberá em seu seio.
Que não é bom nem mau.
Que me deu um espírito
De um pedaço de si,
Para através de mim
E de todas as suas criações,
Sempre existir.

Gilnea Rangel

.

Insensatez

Que estranha doença
A insensatez...
Tira dos homens a razão
E faz com que esqueçam
O respeito aos direitos de vida.
Violência desenfreada,
Sem antídoto e sem solução
Que faz o amor fraternal se retrair
E se esconder dentro de poucos corações.
Seres humanos perfeitos,
Criados para viver em harmonia,
Violentam a natureza,
Um pouco a cada dia.
Miséria, fome, progresso,
Amor, ciúmes e traição
São citados como razões,
Mas são apenas desculpas
Para tantas agressões.
O sol fonte de vida e prazer
Tem seu brilho ofuscado
Por nuvens de poeira industrial.
Seres humanos são impedidos brutalmente de viver.
Espécies de animais são aniquiladas,
Árvores são derrubadas
Sem se pensar em ecologia.
Rios são sufocados pela poluição.
Mas existem ainda os que bradam
Protestando contra este processo de destruição
E com a força da esperança,
E com a luta dos homens de boa vontade,
Até o espectro da BOMBA desaparecerá da Terra
E este belo planeta conseguirá sua salvação.

Gilnea Rangel

.

segunda-feira, 24 de maio de 2010

Encontro




Meu coração solitário
Em momento certo te encontrou,
Quando eu já sem esperanças
Estava desesperada,
Tal qual uma criança
Perdida em um mundo estranho.
Teu amor veio como um bálsamo
E ungiu meu coração,
Tirando-me a angústia,
Dando-me coragem, orgulho e afeição.
Amor que venceu as barreiras do medo e da solidão.
Presente de Deus em quem creio
E em quem tu crês e dizes que não.
Amor tão quieto e calado que explode em todo esplendor
Quando estamos juntos e sozinhos
Usufruindo os prazeres deste amor.
Amor tão digno de existir que poderá acabar hoje ou amanhã,
Mas que nunca perderá seu valor
Por toda a felicidade que me faz sentir.

Gilnea Rangel
.

Dia de domingo

Não sei... – Cora Coralina

"Não sei...
Não sei...

se a vida é curta
ou longa demais para nós.

Mas sei que nada do que vivemos
tem sentido,
se não tocarmos o coração das pessoas.

Muitas vezes basta ser:
colo que acolhe,
braço que envolve,
palavra que conforta,
silêncio que respeita,
alegria que contagia,
lágrima que corre,
olhar que sacia,
amor que promove.

E isso não é coisa de outro mundo:
é o que dá sentido à vida.

É o que faz com que ela
não seja nem curta,
nem longa demais,
mas que seja intensa,
verdadeira e pura...
enquanto durar."


Cora Coralina
.

sexta-feira, 21 de maio de 2010

Quem eu sou... Em construção.


Eu sou o eco de uma dor,
Vestígios de um abandono e
Brasas de um amor.
Eu sou o atleta na linha de chegada,
Feliz, depois da árdua jornada.
Eu sou o vôo da coruja ao entardecer,
Sou reticências...
Porque sempre tenho mais a dizer.
Sou o grande abraço do reencontro
E a esperança em cada novo amanhecer.
Sou uma ode a incerteza
Pois quanto mais sei
Sempre descubro que há muito mais, a saber.
Sou pequena estrela distante,
Vagando no espaço, errante.
Sou a fonte onde o medo se esconde
Sou a fonte onde a coragem flutua.
Sou a paz que o Outro procura
Sou a paz que um Outro não vê.
Sou o encontro da alegria com a tristeza
Que gera lágrimas de emoção...
Minha energia.
Sou o beija-flor sedento de flor.
Sou a flor repleta de amor.


Gilnea Rangel

.

quinta-feira, 20 de maio de 2010

A palavra amor

Em certas fases da minha vida, alguns homens se aproximavam de mim e diziam que me amavam. Faziam planos para casar comigo, mas não se interessavam em saber se eu os amava ou não. Era assim: Eu te amo eu te quero e ponto final. O importante era o sentimento deles. Hoje até acredito que este modo de agir é mais comum do que eu imaginava.
Eu tenho um envolvimento muito grande com as palavras. Elas me encantam, e por isso muitas vezes passo um tempo analisando como elas funcionam nas relações pessoais. Exemplo: A palavra amor. Pode-se dizer eu te amo para um cachorro, uma plantinha, um livro, uma pessoa para qualquer coisa. Expressões como: ”Eu amo a minha pátria” e “Eu amo a verdade” são também, usuais.
Se a palavra amor for dita para uma pessoa, esta é quem vai mensurar o amor que sentimos do jeito que ela quiser. Muitas vezes fazendo comparações com suas experiências amorosas anteriores e desastrosas, podendo até afirmar que o amor a ela declarado não existe.
Então muitos são os argumentos de apoio às pessoas que pensam: Se você me ama, o problema é seu; se eu te amo o problema é meu e é com o meu amor que nós vamos viver.
Existem as provas de amor, mas elas não provam nada e podem até vir a destruir um belo amor. Amor que precisa de provas não é amor.
Resta então encontrar a nossa outra metade e então teremos oportunidades para viver um amor pleno, prazeroso e satisfatório. E então tudo em nossa relação, como por exemplo: o suor, as palavras e até as incompatibilidades demonstrarão a intensidade e a veracidade do nosso amor.

O dicionário ensina que amor é:
.
Sentimento que predispõe alguém a querer o bem de outrem;
Sentimento de dedicação absoluta de um ser a outro ou a uma causa;
Inclinação ditada por laços de família;
Inclinação sexual forte por outra pessoa;
Apego profundo a valor coisa ou animais;

.
Já pensei em criar uma palavra especial que dissesse claramente como é o amor que sinto pela pessoa que amo. Uma amiga me disse que se eu conseguir esta palavra, rapidamente ela será usada para se declarar amor a um cachorro, uma plantinha, um livro uma causa... para qualquer coisa.

.
Gilnea Rangel


.

quarta-feira, 19 de maio de 2010

Latente


Certo dia a palavra latente passou a fazer parte da minha vida, associada a um sentimento, mas eu só a entendia com o significado de secreto, embora soubesse que latente não era apenas isso. E assim então, esta palavra não servia para emoldurar o meu sentimento. De repente passei a me conscientizar do significado mais amplo da palavra e ele está sugerido na frase:

“Algo latente geralmente é referido como algo implícito, que tem um potencial determinado numa ação futura, num 'porvir', no sentido de, num estado anterior, estar em 'repouso”.


Então acreditei que estava perfeito: Amor latente?
Em estado de latência, este amor não incomodava, não se deixava ver e era como se não existisse.
Havia a possibilidade de um dia este amor despertar e agir em todo o meu ser. Qual seria o tempo necessário para isso acontecer? Poderia até, ser um tempo infinito.
E pensei: Será que esta latência ultrapassará a barreira da vida?
De repente, um dia senti todas as sensações e emoções que eu poderia ter sentido em uma longa relação amorosa: ciúmes, prazer, felicidade, insegurança, satisfação e etc. Tudo isto em um intervalo de tempo de mais ou menos quatorze dias. Realmente arrebatador, estupefante, sufocante, desfalecedor e muito mais... e finalmente culminou em um mar de tranqüilidade.
Eu consegui sobreviver e afirmo que foi muito bom.
Gilnea Rangel

.

terça-feira, 18 de maio de 2010

Não se esqueça de mim

Desabafo

Meu coração jovem


Meu coração jovem

Carreguei em meu coração jovem um sonho,
Envolto nos melhores sentimentos,
Aconchegado no calor de uma verdade,
Protegido pela força de minha juventude.
Andei pela vida com passos firmes.
Fui induzida a correr e corri...
Muitas vezes caí e levantei...
O tempo passou, deixando registros
Em meu corpo, em minha alma
E meu coração, já não tão jovem,
Cheio de amargura e decepção
Se contraiu sob a angústia
Quando meu sonho se perdeu
No vazio da desilusão
GilnéaRangel

Faz tempo isso...
Superei. Ufa!!!!!

.

sexta-feira, 14 de maio de 2010

O Outro

Estava vendo um álbum de fotografias e nele estavam cinco fotos de pessoas observando um quadro exposto em uma área pública. O local e o quadro eram os mesmo em todas as fotos, porém as pessoas eram diferentes.
Cada pessoa em cada foto mostrava uma expressão reveladora e única. O mesmo quadro era percebido de maneiras diferentes.
O quadro era a representação de uma mulher de formas arredondadas, de costas, reclinada em um peitoril de janela e vestida apenas com botas pretas e de cano longo.
Vi as fotos como um resumo do que acontece no dia a dia no relacionamento entre as pessoas.
Somos sempre visto pelo Outro da maneira que o outro quer nos ver e nossa imagem é formada e divulgada pelo Outro da mesma forma. Muitas vezes o Outro cria a nossa imagem usando elementos da personalidade dele. Se por exemplo, ele é ardiloso, maquiavélico, oportunista e manipulador será mais fácil para ele, a princípio, assim também nos identificar e provavelmente ter uma postura defensiva em relação a nós. Se um dia este Outro vier a descobrir que estava errado, corremos o risco de sermos tachados de ingênuos e infantis.
Temos sorte por convivermos com pessoas que têm comportamento social aceitável e que possuem um índice de periculosidade na relação defeitos e qualidades, de pequeno a médio. Conviver é uma arte. A vida é um jogo difícil, mas quem gosta de jogo fácil?
A relação difícil pode estar no nosso lar, na escola ou em qualquer lugar. É preciso enfrentá-la. Dentro do possível não devemos excluir pessoas da nossa vida. Em ambientes diferentes ou em um mesmo ambiente, as pessoas podem nos ver de diversas maneiras: metidas, simpáticas, pobres, ricas e etc. Quando precisam de um santo ou de um amigo rico, nos verão como ricos ou como santos. Ficarão esperando que façamos milagres e que tenhamos atitudes de acordo com o que eles consideram o que é ser santo ou amigo rico e provavelmente tentarão nos transformar em mártires um dia.
Não devemos nos perder nesta confusão de impressões. Somos o que somos; se for preciso mudança, que mudemos principalmente se for para sermos mais felizes; se for do nosso interesse progredir que busquemos o nosso progresso. Com certeza muitos nos vêem como realmente somos. Existem muitas pessoas maravilhosas viajando nesta nave espacial chamada Terra.
Precisamos do Outro, para aprovação, para críticas e para tantas coisas... O Outro em alguns momentos é o nosso espelho mais acessível.
Não seria nada interessante se no Planeta Terra existisse apenas uma pessoa. Os filmes que falam deste tema mostram a busca desesperada do sobrevivente pelos Outros.
Se o Outro nos constitui, só nos resta viver sendo o que somos. E o Outro?... O Outro é o Outro.

Gilnea Rangel
.

domingo, 9 de maio de 2010

Frase da Gil – Dia das Mães

Feliz Dia das Mães

Mãe é mãe... mas algumas são feras.

Gilnea Rangel

.

Frase da Gil - Sonho e dor de uma mãe

Que os sonhos de uma mãe nunca sejam destruídos.
Que a dor de uma mãe nunca seja em vão.




Maria Luiza, catadora de lixo, mãe de Alcides assassinado em fevereiro de 2010, quando faltavam menos de seis meses para a sua formatura no Curso de Biomedicina da Universidade Federal de Pernambuco.

sábado, 8 de maio de 2010

Frase da Gil – Passado futuro e presente

Capriche no seu Presente para que no Futuro você possa se orgulhar do seu Passado.

Gilnea Rangel.

.

Universo de uma Paixão

Universo de uma paixão

Envolta pela paz do anoitecer,
Sem perceber a chegada do luar,
Sem resistir a atração
Que meu corpo tem por você.
Embora eu sussurre não, não.
Aceito o desafio de lhe amar.
Sinto meu corpo tremer,
Sinto minha alma pulsar.
Do incompreendido
Nada é preciso compreender.
O tempo lá fora
Não para de passar,
Mas que dia é hoje
Que horas são?
Só sei que estou a viajar
No universo de uma paixão.
O meu amor já não é mais apenas amor,
Se transformou e ao crescer
Me inundou, me saciou e me ofertou
Momentos maravilhosos de prazer.
Gilnea Rangel

.


segunda-feira, 3 de maio de 2010

Para você...

No Natal tentei fazer
Um poema para você.
Procurei rimas para falar
Do seu jeitinho de ser.
No natal não houve tempo
Para o seu poema nascer.
Segui pensando
Em uma maneira de escrever
Palavras que fossem um carinho,
Muito amigo, só para você.
Exaltar suas emoções,
O seu amor pela vida,
Sua eterna vontade de vencer;
A ânsia de esquecer as brasas
Que você, em seu caminho encontrou.
Grande é a fé que lhe dá a certeza
Que suas lágrimas são alívio para a dor
Deixada pelos espinhos das flores
Que com amor você beijou.
Um grito de liberdade ecoa na sua história
Mesmo nos momentos em que a voz lhe faltou.
O sorriso que enganou a tristeza
Tímido e faceiro, em seus lábios ficou.
Seus momentos de fraqueza
Esvaem-se no suor que brota do seu esforço
Na luta por uma vida melhor.
O carnaval passou e feliz lhe vi desfilar
Com sua linda fantasia.
Aquela que você usa todos os dias.
A coroa de campeão, o cetro de vencedor e
A capa de alegria.
Passou o natal, passou o carnaval
E você sempre estará
Na galeria onde ficam
Aqueles que nunca passarão.
Gilnea Rangel


.

domingo, 2 de maio de 2010

Ninguém vive fora de sua época

Com os anos que passam, devemos adquirir sabedoria e ficar atentos às novas normas ditadas pela sociedade: adaptar-nos as mudanças que o progresso nos impõe; atualizar nosso conhecimento; enriquecer as nossas relações com nossos parceiros e parceiras de existência; aprimorar as nossas qualidades e procurar crescer espiritualmente. Não é aconselhável que fiquemos estratificados com os mesmos preconceitos que por ventura tivemos no passado e nem ficar fiéis a arcaicas verdades para que o processo de envelhecimento não se acelere.
Muitas vezes o esquecimento é recomendado como solução para problemas psicológicos, mas algumas pessoas esquecem os sofrimentos que tiveram quando crianças ou adolescentes e valorizam demasiadamente as dores no momento em que elas passam a se considerar velhas, tornando assim, suas vidas insustentáveis e desagradáveis. Neste caso, o esquecimento só traz lamúrias, amarguras e desânimo.
A expectativa média de vida da população brasileira aumentou significativamente nas últimas décadas. Os jovens atualmente têm mais chances de envelhecer, embora contraditoriamente envelhecer não seja uma ideia muito bem aceita por todos.
Cada etapa da vida tem seu rol de doenças dores, e perigos. Uma pessoa que viveu quarenta, cinqüenta, sessenta anos ou mais sobreviveu a muitas situações de risco. O ser humano é intensamente treinado para correr riscos. Sabemos que em uma ejaculação são liberados de 200 a 300 milhões de espermatozóides e que devido ao inóspito caminho que eles têm que percorrer até encontrar o óvulo e fecundá-lo, apenas um ou raramente dois conseguem chegar ao objetivo final; que a taxa de mortalidade infantil ainda é alta em nosso país e que temos que enfrentar vários tipos de mazelas em todas as etapas de nossas vidas, incluindo doenças, acidentes, desastres naturais e etc... Não é justo então, considerar as dores como privilégio exclusivo das pessoas com mais de cinqüenta anos isto chega a ser uma falta de respeito com as crianças e os jovens que hoje estão enfrentando algum tipo de sofrimento. É um egoísmo ignorarmos o que acontece a nossa volta.
A dor não é a grande diferença entre pessoas jovens e não tão jovens.
É preciso que abandonemos a falsa percepção de superioridade em relação aos demais, pois ela nos faz pensar que deveríamos ser merecedores de uma fase de vida totalmente sem sofrimentos.
É necessário que se descubra e que se viva os encantos, as alegrias e a beleza de todas as fases da vida. É preciso estar sempre propenso a usufruir todos os momentos de felicidade que nos forem oferecidos e que se aprenda a enxergar as mãos que estão estendidas e dispostas a nos ajudar em nossos momentos mais difíceis. É muito importante também, acreditarmos que a nossa época é agora e que as novas gerações precisam de nós.
É no presente que obrigatoriamente, temos que ter esperanças, sonhar e viver.
Gilnea Rangel

.