Somos todos Poeira de Estrelas

"... à exceção do hidrogênio, todos os átomos que compõem cada um de nós - o ferro no sangue, o cálcio nos ossos, o carbono no cérebro - foram fabricados em estrelas vermelhas gigantes a milhares de anos-luz no espaço e a bilhões de anos no tempo. Somos feitos, como gosto de dizer, de matéria estelar."
(Carl Sagan)

quarta-feira, 29 de dezembro de 2010

Feliz Ano Novo - Cortar o tempo -


Feliz Ano Novo



Cortar o tempo
( Carlos Drummond de Andrade)
”Quem teve a ideia de cortar o tempo em fatias,
a que se deu o nome de ano,
foi um indivíduo genial.
Industrializou a esperança,
fazendo-a funcionar no limite da exaustão.
Doze meses dão para qualquer ser humano se cansar e entregar os pontos.
Aí entra o milagre da renovação e tudo começa outra vez,
com outro número e outra vontade de acreditar
que daqui pra diante vai ser diferente.”
Vai ser muito melhor.

sexta-feira, 24 de dezembro de 2010

Feliz Natal




Feliz Natal


Paz.
Oportunidades. Saúde. Energia. Amor.





domingo, 31 de outubro de 2010

Eleições Brasil 2010 - 2º turno

 Dilma Vana Rousseff, 62 anos, foi eleita a primeira mulher presidente do Brasil. Obtendo mais de 51 milhões de votos.  

quinta-feira, 14 de outubro de 2010

Anjos

Existe um momento em que nos damos conta do grande número de pessoas especiais que passaram por nossas vidas e dentre estas pessoas identificamos com clareza verdadeiros anjos.
Anjo...
- Aquela pessoa que foi colocada estrategicamente por Deus em um local onde a treva da discórdia ameaça a todos, provocando grandes e freqüentes conflitos e que apenas com seu sorriso iluminado tenta manter o equilíbrio e a harmonia do ambiente.
- Aquela professora de escolas para crianças oriundas de famílias de poucos recursos que por ter uma aguçada visão de futuro prover oportunidades para que seus alunos possam se desviar do caminho da miséria e da marginalidade profetizados.
- Aquela pessoa que quando alguém caído, triste, angustiado e inseguro olha para trás e vê bem próximo de si estendendo-lhe as mãos e oferecendo-lhe carinho, conforto, esperança e indicando-lhe uma direção a seguir.
- Aquela que quando você está no pódio após uma grande conquista, o aplaude sinceramente
- Aquela que diz palavras que curam ou acalmam almas doentes, fragilizadas, desgostosas ou desesperadas.
Alguns dos anjos que encontramos em nossos caminhos são seres humanos, possuem alguns defeitos e sentimentos como amor, ódio, tristeza e alegria.  Sofrem perdas, podem ser injustiçados e não raramente precisam de outros anjos para ampará-los em algumas ocasiões. Muitas vezes não estão conscientes do escopo de suas missões. São mensageiros de Deus prontos para agir na hora certa e estão em vários lugares. Nas ruas, em lares, hospitais, empresas e etc. São pessoas que possuem mais valores pessoais positivos do que negativos. Não necessariamente têm aparência dócil ou um uniforme específico. Podem ter cara de zangado, ser rico ou pobre; estar em qualquer faixa etária; exercer qualquer profissão ou não ter profissão. Podem ser familiares, amigos virtuais ou não... Amores.
Brilham... Um anjo sempre brilha para fazer brilhar.
Certamente Deus já o usou ou usará um dia para entregar uma mensagem especial para alguém. Você é ou poderá vir a ser um anjo. Nada o impede de treinar a sua missão, distribuindo sorrisos, propiciando paz, alegrias e boas emoções para as pessoas que convivem com você neste pequeno planeta chamado Terra.

Gilnea Rangel

quarta-feira, 13 de outubro de 2010

Resgate de mineradores no Chile





19:55hs


 Equipes trabalham no resgate dos 33 mineiros chilenos presos desde 05 de agosto na mina San José no norte do Chile. Os trabalhadores são resgatados um a um por uma cápsula, que corre por um túnel escavado especialmente para o resgate


ACAMPAMENTO ESPERANÇA, Chile (Reuters) - Todos os 33 mineiros presos nas entranhas do Chile voltaram a ver o mundo na quarta-feira, em um emocionante e histórico resgate que pôs fim à angústia de mais de dois meses.
Entre gritos de felicidade, aplausos e festejos, os homens que estiveram 69 dias isolados na mina San José emergiram à superfície, um de cada vez, na diminuta cápsula Fênix, depois de percorrerem 622 metros num túnel escavado na rocha sólida para esse fim.


Os responsáveis pelo resgate dividiram os mineradores em três grupos: o primeiro integrado pelos cinco mais habilidosos; o segundo pelos 11 mais debilitados e o terceiro pelos 17 mais fortes.
1. Florencio Ávalos, 31 anos, capataz - .2. Mario Sepúlveda, 39, eletricista - 3. Juan Illanes, 52 anos, operário da mina - 4. Carlos Mamani, 23, boliviano, operador de máquinas - 5. Jimmy Sánchez, 19, operário da mina - 6. Osmán Araya, 30, operário da mina - 7. José Ojeda, 46, perfurador - 8. Claudio Yáñez, 34, operador de broca - 9. Mario Gómez, 63, operário da mina - 10. Álex Vega, 31, mecânico - 11. Jorge Galleguillos, 56, operário da mina - 12. Edison Peña, 34, operário da mina - 13. Carlos Barrios, 27, operário da mina - 14. Víctor Zamora, 33, mecânico - 15. Víctor Segóvia, 48, eletricista - 16. Daniel Herrera, 37, motorista - 17. Omar Reygadas, 56, eletricista - 18. Esteban Rojas, 44, encarregado de manutenção - 19. Pablo Rojas, 45, operário da mina - 20. Darío Segóvia, 48, operador de broca - 21. Yonni Barrios, 50, eletricista, enfermeiro. - 22. Samuel Ávalos, 43, operário da mina - 23. Carlos Bugueño, 27, operário da mina - 24. José Henríquez, 54, perfurador - 25. Renan Ávalos, 29, operário da mina - 26. Claudio Acuña, 44, operário da mina - 27. Franklin Lobos, 53, motorista, ex-jogador de futebol - 28. Richard Villarroel, 23, mecânico - 29. Juan Aguilar, 46, supervisor - 30. Raúl Bustos, 40, engenheiro hidráulico - 31. Pedro Cortez, 24, operário da mina - 32. Ariel Ticona, 29, operário da mina - 33. Luis Urzúa, 54, topógrafo, chefe de turno. 

A inveja

Existem momentos em que nos vemos na mira de uma grande inimiga: A inveja. No dicionário ela é definida como: desgosto ou pesar pelo bem ou felicidade de outrem.
Muitas vezes a inveja, mesmo dissimulada se torna visível. Ela geralmente nasce com o desejo exagerado que uma pessoa tem em possuir os bens, habilidades, dons ou status de outra.
Mesmo não sendo considerada uma doença a inveja por ser vil e vergonhosa, impõe uma necessidade de negação como alguns transtornos. Ninguém admite que seja um invejoso.
O invejoso se considera mais merecedor dos bens que outra pessoa possui. Ele é vítima da própria inveja, pois não pode usufruir plenamente da felicidade que tem. Não consegue valorizar seus bens: família, amigos, qualidades e habilidades. Vive focado na vida alheia, espreitando, arquitetando armadilhas e a espera de uma oportunidade para atacar e prejudicar o ser invejado, tentando destruir-lhe a vida profissional ou familiar. Desperdiçando energias e tempo que poderiam ser usados em seu próprio benefício.
A maioria dos invejosos não se satisfaz em viver apenas, a parte da inveja que lhe traz prejuízos emocionais  e muito se esforça para encontrar algo que possa ser usado para minimizar o brilho e a felicidade da pessoa invejada.
Alguns invejosos se sentem melhor em relações de amizade com pessoas que ele considera inferiores a ele, pois não conseguem ser felizes diante da felicidade do outro.
Algumas vezes procuramos em nós, o que está provocando a inveja no invejoso, pois se fosse um adorno poderíamos tirá-lo. Mas quase sempre a inveja nasce e sobrevive sem razão de ser. Apenas a maturidade e o tempo poderão destruí-la. Pior ainda, na maioria das vezes o objeto da inveja de alguém é a nossa vida, o nosso jeito de ser, a nossa alma.
Dizem que quando somos invejados estamos muito bem, mas muitas vezes a inveja é oriunda de uma ilusão, a pessoa invejosa imagina que a outra tem uma vida perfeita, a vida que ela gostaria de ter, mas a realidade não é bem assim a pessoa invejada tem problemas como qualquer pessoa e simplesmente não está focada só neles.
O invejoso crônico é digno de pena, é como se ele tivesse um inseto destruindo-lhe as entranhas.
Muitas vezes temos uma bela amizade para ofertar a alguém, mas a inveja existente neste alguém atrapalha a entrega do nosso carinho e do nosso amor.
O embate entre o invejoso e o invejado é praticamente inevitável. O invejado se sentindo prejudicado age em legítima defesa e neste momento o invejoso se mostra surpreso com a reação e afirma não entender o porquê da contenda.
Cada um de nós tem uma forma de conviver e se defender da inveja... Fé em Deus, orações, amuletos e etc.
A inveja pode ser mais uma pedra em nossos caminhos, mas segundo Fernando Pessoa: “Pedras no caminho? Guardo todas, um dia vou construir um castelo.”
Corriqueiramente se fala em inveja boa e inveja má, mas inveja boa não é inveja pode até ser admiração, demonstração de aprovação e exaltação às conquistas que o outro teve.
A inveja é perniciosa não tem justificativa e não possui um ambiente ideal para existir, é uma fonte de energia negativa e também, uma causa de sofrimentos e dor. Pode se revelar de várias formas: explicitamente; através de falsos elogios; pela depreciação dos bens e qualidade da pessoa invejada. Pode ser encontrada em qualquer tipo de relação e ambiente.
A necessidade e a pobreza não são geradores da inveja. Ela se aloja em uma pessoa independentemente da sua classe social.  
A luta por realizações e satisfações... enfim por uma vida melhor nada tem a ver com a inveja.  A escolha de uma pessoa admirada para servir de inspiração e modelo para uma evolução social e espiritual é natural e saudável.
Procure se concentrar em seus objetivos e na busca de sua felicidade. Estude, trabalhe e ame, pois assim uma inveja poderá inchar até explodir e se dissipar.
Gilnea Rangel

segunda-feira, 4 de outubro de 2010

O pavão e Juno - Uma fábula sobre a inveja e Frases



                                                             (Adaptação de fábula de La Fontaine/Esopo)

 Um formoso pavão excitava com a beleza das suas penas a curiosa atenção de alguns homens que o estavam admirando, e que lhe não poupavam gabos. De súbito... ouviram estes o cantar de um rouxinol, e logo tudo esquecendo, procuram chegar-se para o lugar de onde partiam tão suaves melodias. Abandonado, o pavão encheu-se de raiva, e queixoso foi ter com Juno.
 Porque há de um passarinho, feio e sem graça, cantar melhor do que eu; porque não me destes a voz do rouxinol? Perguntou.
Não sejas ingrato, respondeu lhe Juno; cada animal tem suas prendas, nenhum tem tudo; à águia coube a força, ao rouxinol a voz, a ti essa plumagem recamada de estrelas e de esmeraldas; não és dos mais mal aquinhoados. — Sim; mas quisera cantar como o rouxinol, tornou o pavão.

                              Frases:
“O termômetro do sucesso é apenas a inveja dos descontentes.”
Salvador Dalí

“A inveja é tão vil e vergonhosa que ninguém se atreve a confessá-la.”
Ramôn Cajal

“O número dos que nos invejam confirma as nossas capacidades.”
Oscar Wilde

“É a inveja a primeira a descobrir todos os méritos.”
Emanuel Wertheimer

“Com a inveja não se deseja só o que o outro tem, mas também o que o outro é!”
Ana Paula Brito

domingo, 3 de outubro de 2010

Eleições Brasil 2010

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) já anunciou oficialmente que Dilma Rousseff (PT) e José Serra (PSDB) vão disputar o segundo turno da eleição para a Presidência da República. A candidata Dilma Rousseff  manteve na liderança. Em segundo lugar ficou José Serra  e em terceiro  Marina Silva (Partido Verde).

sábado, 25 de setembro de 2010

Existe em você...

Existe em seu olhar
Um brilho enigmático...
Mistério que anseio desvendar.

Existe em sua boca
Indícios de um sabor
Que aguça meu paladar

Existem em suas mãos
Mensagens que quero decifrar
Para chegar ao auge do nosso prazer

Existe em mim a esperança
Da existência de um amor
Que só a morte possa separar.


Gilnea Rangel


sexta-feira, 24 de setembro de 2010

Frase da Gil - Felicidade:

Se a minha vida fosse um mar de rosas... Mesmo assim, ainda existiriam os espinhos.


Gilnea Rangel

segunda-feira, 23 de agosto de 2010

Distância e saudade

                      
Mudanças são frequentes na nossa existência e algumas implicam no nosso afastamento de pessoas queridas... Amigos, amigas, amores... Parentes ou não.
Com quantas pessoas compartilhamos nossas emoções ao longo do tempo? Quantas delas ainda estão próximas o suficiente para nos permitir lhes dar um abraço.
Não raramente, pensamos nessas pessoas e em tudo o que convivemos com elas, em uma determinada época. Ás vezes como lembrança, nós temos apenas uma imagem agradável e intrigante, mas não lembramos em que cenário ela atuou e que papel representou em nossas vidas.
Em devaneio eu vejo a vida como um mar onde nós somos flores flutuando à mercê dos ventos, das correntes ou da influência da lua, afastando-nos umas das outras e deixando no ar, atraentes fragrâncias que eu chamo de saudade.
No mar também existem mudanças do tempo e sempre há a possibilidade de novos encontros e de reencontros. E a cada instante nós aprendemos a dar mais importância aos nossos afetos e para sempre guardamos nos nossos corações o perfume chamado saudade.
Atualmente com o auxílio da internet, ninguém está tão longe que não possa receber abraços e beijos virtuais.
A todos vocês que estão distantes do meu olhar, meus eternos amores, eu ofereço abraços e muitos beijos.

Gilnea Rangel                                                                                           
                               

quinta-feira, 19 de agosto de 2010

A vida tem dessas coisas

   

Qualquer um de nós pode em algum momento da vida se encontrar em uma situação no mínimo desconcertante, como quando ingressamos em um grupo, familiar ou profissional, através de namoros, noivados, casamentos ou concursos e a princípio somos muito bem recebidos e depois de um pequeno tempo notamos mudanças negativas no tratamento a nós dispensado. Por exemplo, as nossas colocações antes consideradas inteligentes passam a ser ignoradas; nossas piadas que antes motivavam risadas se tornam sem graça; nossos comentários passam a ser mal interpretados, sendo repassados com novas versões; defeitos que antes não eram vistos são realçados e até nossos menores erros, se existirem, são alardeados. Havendo ainda a possibilidade de ouvirmos: A chefe vai gostar mais de você do que de mim.
Tudo isto sendo indícios de um processo de rejeição que poderá começar por uma pessoa e depois continuar por mais outra e assim vai.
Provavelmente procuraremos saber o que está acontecendo e aonde é que estamos errando. Propensos a nos modificarmos para uma melhor adaptação.
Muitas vezes o problema está unicamente nos componentes do grupo, que antes da nossa chegada já estavam inseguros e em conflito, lutando um contra o outro por carinho, amizade. amor, atenção, benefícios, regalias, promoção, status ou liderança. Com a chegada de um novo membro o grupo se sentindo ameaçado começa um processo de exclusão. 
A rejeição será mais acirrada se o novato for inteligente, carismático, competente e produtivo.
O comportamento hostil poderá ser explicito ou pior, dissimulado.
Em um grupo profissional, o membro que era visto como o mais inteligente poderá pensar: Eu sou o mais inteligente e agora chega este novato que está sendo considerado mais inteligente do que eu.  
Sendo o grupo familiar um ou outro poderá pensar: Eu já não recebia carinho e agora com a chegada de mais um, as minhas chances de ser amado diminuirão. De uma maneira ou de outra farão observações depreciativas com o intuito de interferir nas opiniões que serão feitas sobre o novato.
Em alguns casos com o passar do tempo, o grupo poderá aceitar o novo membro e haverá uma convivência amigável.
Quando a chegada da pessoa no grupo significa para ela a realização de um sonho e sendo ela de paz e de bom caráter, ela se verá em um pesadelo e custará a entender o porquê daquela reação, mas com certeza algum amigo lhe dirá: A vida tem dessas coisas. Aguenta firme, o tempo trará a solução.
Não há uma maneira ideal para uma pessoa enfrentar uma situação dessas, cada um agirá intuitivamente avaliando a importância que dá à permanência neste grupo.


Gilnea Rangel

terça-feira, 10 de agosto de 2010

Viajando - Medo de viajar de avião

A partir de um determinado momento na minha vida, eu me conscientizei que tinha medo de viajar de avião, mesmo sem nunca ter entrado em um.
Nunca me imaginei em uma agência de viagem, comprando uma passagem de avião.
Na empresa onde eu trabalhava, alguns trabalhos exigiam viagens na sua execução. Sempre que surgia um trabalho destes, a maioria dos empregados entrava em uma disputa velada, ansiosos para viajar, principalmente, porque se houvesse uma boa administração da verba para viagens, ainda sobrava um troquinho. Eu, porém torcia para não ser escolhida. Até que chegou o dia que tive que viajar. E lá estava eu no aeroporto, ansiosa e com o meu medo, pronta para a minha primeira viagem. Eu olhava no espelho e via a minha cara de sempre, mas internamente eu me sentia como um vulcão que entraria em erupção em segundos.
Levava na bolsa um estoque de chicletes, lembrava de recomendações dos amigos, como: Beba Whisque, reze e etc. Um amigo meu me contou que certa vez por não ter chicletes mastigou guardanapos.
Eu pensava que quando entrasse no avião eu explodiria. E como seria? Não Havia a possibilidade de mandar o piloto parar para eu descer; não poderia pular; Nada eu poderia fazer. Às vezes imaginava a aeromoça anunciando: Atenção senhores passageiros. Apertem seus cintos, pois teremos que retornar ao aeroporto, pois a passageira Gilnea está prestes a explodir.
Porém ao entrar no avião, após o sorriso de boas vindas da tripulação o meu medo ficava contido, talvez porque em mim não houvesse mais espaço para ele se expandir. E lá estava eu tensa e em clima de decolagem. Em voo evitava movimentar meu corpo, mastigava chicletes incessantemente e o ouvido não parava de incomodar. Eu ficava muito sensível aos ruídos do avião. Tentava identificar cada barulhinho. Pensava: Será que a turbina está parando?  Creio que se um mecânico estivesse sentado ao meu lado, poderia me dizer: Este é o barulho da descarga do sanitário.  
Finalmente o auge da viagem a aterrissagem...
Todas as vezes que eu viajei eu tive praticamente as mesmas sensações e quando o avião aterrissava e eu saia, sentia um prazer enorme pela felicidade, de ter vencido um desafio, de ter superado meu medo e de ter quando possível dado uma olhadinha pela janela e visto paisagens maravilhosas.
Incoerentemente depois de algumas viagens comecei a ter um sonho de levar as minhas filhas em uma viagem aérea comigo. Como fazer? Então certo dia eu tive que ir a uma  linda cidade brasileira. Levaria as minhas filhas. Óbvio, decidi ir de ônibus e pensei em escolher o melhor serviço de viação. Queria um bom ônibus, confortável e etc. Porém lá me informaram que era um período de muita procura e que até haviam colocado veículos extras e eu não teria escolha. Comprei as passagens.
Quando vi o ônibus já notei que em nada se parecia com o que eu queria. Foi a pior viagem que já fiz. O ônibus era muito desconfortável e a estrada estava horrível. Havia trechos onde passava apenas um veículo por vez, e outros em que não passava veículo nenhum e o ônibus tinha que passar pelo matinho.  Quando pensei que já havia sofrido todos os infortúnios, o motorista anunciou que o pneu furou. Pelas minhas lembranças, foram quatro horas de atraso ou mais.
Pensei: de ônibus eu não voltarei.  Fizemos tudo o que tivemos que fazer na cidade, passeamos e fui por livre e espontânea vontade comprar três passagens de avião.
Então lá estava eu mais uma vez, no aeroporto, porém acompanhada pelas minhas filhas e como sempre pelo meu medo. Só que desta vez decidi que não demonstraria este medo para não influenciar as meninas.
Decolagem e voo. Tudo normal. Em um dado momento a minha filha mais nova me avisou que estava saindo fogo da asa do avião e eu calmamente disse: Que nada filha é só uma luzinha piscando e felizmente era.
O telão exibia um filme que não lembro o nome e de repente, sem aviso da tripulação o avião caiu em um buraco no nada e após alguns instantes de queda livre, quicou também em outro tipo de nada e saiu voando normalmente. Umas jovens que estavam sentadas próximas a nós e bebiam whisque gritaram alegremente: Iahuuuuuuuuu!
Eu totalmente paralisada, mas com a fisionomia tranquila pensava: e se acontecer outro Iahuuuuuuuuuuu! Relaxei, pois nada tinha a fazer.
Aterrissamos e a mesma sensação de felicidade agora incrementada com a satisfação da realização do sonho de levar minhas filhas em uma viagem de avião.
“O avião, juntamente com o elevador é o meio de transportes mais seguro que existe".
“Acontecem mais desastres com carros do que com aviões".
“O medo está presente na vida de todas as pessoas e as impede de atitudes impensadas". Sem exageros.
E hoje, o meu medo? Continua o mesmo.
Será que se eu viajar em aeronaves da Emirates, da Etihad ou da Singapur Airlanes  eu terei medo ou será que direi: Dane-se, se cair caiu. Eu vou é aproveitar?
Abaixo: arquivo com aeronaves luxuosas e confortáveis presente da minha amiga Isa.



Gilnea Rangel

segunda-feira, 2 de agosto de 2010

Parabéns Lindinha!


♪♫...Ela vale mais para mim que o céu, que a terra, que o mar...♪♫


.

domingo, 18 de julho de 2010

Apelido


Em um natal há alguns anos atrás o meu marido resolveu enviar cartões de natal para os amigos dele.
Compramos os cartões e começamos a fazer os endereçamentos. Ele começou a ditar o primeiro destinatário: Sr. Terêncio Olivier D’Angelo. Logo a seguir passamos para a parte do remetente e ele ficou calado e confuso. Eu então perguntei: Escrevo Sr. Rômulo Augusto? Ele então nervoso disse: Você está louca? Ninguém me conhece por Rômulo Augusto. Ninguém vai saber quem enviou o cartão. Todos me conhecem pelo meu apelido.
Eu então perguntei como vai ficar então o remetente, Timbala ou Sr. Timbala? O momento ficou tenso, meu marido foi ficando muito triste e reclamando do fato de ninguém saber o nome dele e pensando que não havia uma boa solução para informamos o remetente no envelope. Seria uma outra opção, mudarmos o nome do primeiro destinatário para Terô ou Sr. Terô.
Depois disse conversamos e eu afirmei que ele tinha um nome bonito. Nome de um Imperador Romano e que poderíamos fazer algo para que todos soubessem o nome dele. Tive então, a idéia de passar a chamá-lo por seu nome. Assim fiz. Em uma comemoração de aniversário eu decorei o ambiente e fiz três faixas:
- PARABÉNS PAPAI!
- PARABENS TIMBALA!
- PARABÉNS RÔMULO AUGUSTO!
Um dos convidados ficou querendo saber quem era Rômulo Augusto, a pessoa que estava fazendo aniversário com Timbala.
Sempre nas reuniões de amigos e familiares eu o chamava de Rômulo Augusto. Ele se sentia muito bem, mostrava-se satisfeito e feliz. Eu chamava Rômulo Augusto com meu jeito Nea de ser e todos os olhares se voltavam para ele. Ele ficava em evidência e estar em evidência era algo que ele apreciava, Divulgávamos seu nome e embora não confessasse, com certeza via naquele meu comportamento uma prova de amor.
A princípio senti certa estranheza por parte de algumas pessoas, mas ninguém me interpelou sobre isto.
Certo dia fizemos uma festa em nossa casa e eu sempre o chamando de Rômulo Augusto. Eu estava muito atarefada exercendo as funções de “promoter”, anfitriã, babá, garçonete e etc. e me sentia muito feliz, mas notei que algumas vezes um amigo dele o chamava e dizia: "Puxa cara, ela está te chamando de Rômulo Augusto". "Que coisa horrível". "Ela tem que te chamar de meu amor".
Esta frase sofria apenas pequenas variações como: ”Cara já te falei, é meu amor”. “Mulher tem que chamar a gente de meu amor”.
Este amigo dele já estava dominado pela magia do álcool etílico e como naquela época praticamente ninguém chamava o marido de meu amor, eu não me preocupei muito com o pretenso cochicho dos dois. Muitas mulheres chamavam seus esposos, pelos nomes, pelos apelidos ou por um palavrão qualquer. Existiam também àquelas de gerações anteriores que os chamavam de Seu Fulano.
Os outros convidados se divertiam e aproveitavam o momento. Mas eu notei que o meu marido, lá pela décima vez que foi abordado pelo mesmo amigo já estava com a fisionomia modificada e demonstrando mal-humor.
Acabou a festa. Chegou aquele momento “Ufa deu tudo certo!” e pensei: Agora é só tomar um bom banho relaxante e começarmos a nossa festa íntima. Meu marido então me olhou com uma cara de ódio e falou: Você tem que me chamar de meu amor. Você fica me chamando de Rômulo Augusto. Que coisa horrível!
A minha festinha acabou antes de começar e eu fiquei vendo “flashes” da conversa dele com o amigo.
Mentalmente o chamei de meu amor várias vezes e todas às vezes eu pensava: Vou chamar meu marido de meu amor por exigência de um amigo dele.
Continuei a chamá-lo de Rômulo Augusto, porém por um determinado tempo não via mais o encanto nos olhos dele.
É bom lembrar: Os nomes e apelidos são fictícios e o marido da história atualmente é meu ex-marido.
Gilnea Rangel

terça-feira, 13 de julho de 2010

Frase da Gil - Liberdade


A liberdade é um bem tão almejado e intrigante que não a temos, mas acreditamos que sim...

Gilnea Rangel

segunda-feira, 12 de julho de 2010

A noite do Meu Bem - Dolores Duran

A Noite Do Meu Bem
Dolores Duran

Hoje eu quero a rosa mais linda que houver
do  E a primeira estrela que vier 
Para enfeitar a noite do meu bem
 
Hoje eu quero paz de criança dormindo
 
E abandono das flores se abrindo
 
Para enfeitar a noite do meu bem
 
Quero a alegria de um barco voltando
 
Quero ternura de mãos se encontrando
 
Para enfeitar a noite do meu bem
 
Ah! Eu quero o amor ... o amor mais profun

Eu quero toda a beleza do mundo

Para enfeitar a noite do meu bem !
Quero a alegria de um barco voltando
Quero ternura de mãos se encontrando

Para enfeitar a noite do meu bem


Ah! Como este bem demorou a chegar

Eu já nem sei se terei no olhar

Toda a pureza que eu quero lhe dar.

quinta-feira, 24 de junho de 2010

São tantos os porquês...


Tantas palavras eu ouvi.
Tantas palavras eu falei.
Tanta coisa eu não disse
E não sei se um dia eu direi.
Por que é tão difícil perguntar por quê?
Por que o medo não me deixa...
Querer saber por quê?
Por que chorar?
Por que temer,
Se nada pode me magoar?
Se um não, não faz sofrer,
Ninguém deve deixar
A felicidade passar.
Todos têm que fazer o amor ficar.
Se a cada grande dor
Deus nos dá um grande amor...
Por que viver lamentando uma dor
E não aceitar um belo e novo amor?

Gilnea Rangel

terça-feira, 22 de junho de 2010

Palavras

(E a potica... como vai?)

O mundo gira
Impulsionado por palavras
Bonitas e que não dizem nada...
Empobrecidas pela falta de amor
E pelo excesso de demagogia.
A vida é boa...
A vida é ruim...
A vida se transforma,
Apenas por troca de palavras.
A violência explode no mundo,
Os instintos maus afloram na sociedade,
A guerra está por vir
E as pessoas esperam ouvir
Palavras bonitas
Vindas do fundo da alma,
Enriquecidas pela consciência
E que tenham o poder de criar
E não de destruir.


Gilnea Rangel


sábado, 12 de junho de 2010

A um poeta que dizem ter morrido...


Quem ousou dizer que morreste...
Se estás presente de forma marcante na vida,
Se te vejo na felicidade que passa com o vento
E no nome da rua de um bairro rico?
Quem ousou dizer que morreste...
Se estás na lembrança dos meus tempos de menina,
Quando eu lia teus lindos poemas
E se estás na minha mente de mulher
Quando escrevo poesia pensando em ti?
Quem ousou dizer que morreste,
Não sabe que existe vida,
Antes do nascimento e mesmo após a morte;
Esqueceu que o universo é um misterioso poema
Onde o viver é o impressionante tema.
Quem ousou dizer que morreste,
Esqueceu que és poeta
E um poeta vivi em suas poesias,
Até além da fronteira da vida com a morte.

Gilnea Rangel

segunda-feira, 7 de junho de 2010

Mãe


Lindo sorriso verdade,
Aflora do teu coração
E se integra
Na beleza de um dia de sol.
Sorriso fruto da felicidade,
Aura que te envolve
E desperta a atenção dos que passam
Sempre com pressa pela praça.
Teu afago terno e quente levando teu filho ao seio
Para bem próximo do teu coração,
É uma imagem viva e mágica
Que fica na mente
Dos que, mesmo com pressa,
Param e te invejam.
Logo a ti a quem a vida muito negou.
Mas isso pouco importa,
Teu corpo maltratado e pobre uma criança sadia gerou
Teu corpo é sagrado, é nobre
É um templo do amor.
Tens muito para ser feliz.
Tu és mãe.

Gilnea Rangel

segunda-feira, 31 de maio de 2010

Depressão não é brincadeira. Procure tratamento

.
Muitas vezes tudo parece estar dentro da normalidade que podemos esperar da vida. De repente notamos que um amigo, um irmão ou outra pessoa do nosso círculo social apresenta um comportamento diferente e que algo está errado. Se ela apresenta uma grande tristeza, passamos a ser mais carinhosos, a dizer palavras de ânimo, damos aulas rápidas sobre pensamento positivo e nada acontece... Lá está o nosso ente querido perdido no vazio, vivendo em uma solidão que não respeita a nossa presença. Neste caso fica fácil percebermos que nosso amigo está em um estado de depressão. Em outros casos, o nosso ente querido apresenta crises de mal-humor raiva, irritabilidade agredindo a ele mesmo e aos que estão ao seu redor. Neste caso é mais difícil sermos compreensivos e raramente pensamos que o que o está angustiando é uma doença grave, a depressão.
Como se sente uma pessoa com depressão? Só ela sabe. Mesmo quem tem esta doença ou teve não consegue entender os sentimentos de um outro doente.
O carinho, o apoio e a compreensão dos amigos e familiares devem sempre estar presentes. Mas o que tem que ser feito o mais rapidamente possível é a busca de um tratamento com pessoa especializada: Os psicólogos e os psicanalistas. Os homeopatas também conseguem bons resultados no tratamento da depressão.
Remédios? Exatamente isto... Sempre que o especialista receitar, com dosagens corretas e com severo acompanhamento médico.
Por que não? Praticamente todos os alimentos que ingerimos têm alguma contra indicação desde um refrigerante até ao álcool de uma cervejinha.
Uma pessoa em depressão pode estar no fundo do poço e fica muito difícil para ela ouvir palavras que venham lá da borda deste poço. Tem que se ter muito cuidado no que se diz a esta pessoa. Muitas vezes ela já colocou em seus ombros muitas culpas e quando dizemos seja forte, faça isso ou aquilo, ela pode se considerar um fraco; e quando dissermos tenha pensamentos positivos e ela não conseguir, ela vai achar que é uma pessoa negativa e concluirá que realmente é culpada de tudo pelo o que está passando e a depressão tende a piorar.
Como surge a depressão?
Ninguém sabe exatamente. Dizem que surge com o desequilíbrio bioquímico dos neurônios responsáveis pelo controle do estado de humor. Pode aparecer em todas as idades. Algumas vezes a pessoa passa de um estado de euforia para um estado depressivo, rapidamente, outras vezes esta passagem é lenta e invisível.
A partir de que surge a depressão?
Todos nos enfrentamos eventos estressantes, como perda de ente querido, separação e morte, perda de emprego, mudança de habitação contra vontade, doença grave, não aceitação do próprio corpo, pressões para ser consumistas e escravos da beleza, falta de reconhecimento, falta de recompensa, sensação de inutilidade, processo de exclusão, consciência de que fez algo muito errado, pequenas contrariedades, algo mal-ouvido e etc. Tudo isto pode nos deixar tristes, mas não é motivo para se desenvolver depressão, porém provavelmente estes eventos podem disparar a depressão nas pessoas predispostas e vulneráveis a ela.
A depressão é mais do que uma simples tristeza passageira é uma carência sem fim, uma solidão incomensurável, uma timidez avassaladora.
E a negação que é comum em algumas doenças?
Existe também na depressão e isto complica o tratamento. A pessoa às vezes nega que está depressivo inconscientemente, outras vezes com medo de ser considerado um fraco, um ser negativo e baixo-astral, enfim por temer o preconceito que possa existir em relação a esta doença que na verdade atualmente é mais comum do que se percebe.
Muitos são os sintomas da depressão, como por exemplo, perda de energia ou interesse, alterações do apetite ou do sono, dificuldade para executar tarefas, dores inexplicáveis e etc.
O que faz com que algumas pessoas passem de uma tristeza para uma depressão não é de fácil compreensão e é objeto de estudos e a influência genética,como em toda medicina, também é muito estudada.
Este texto eu escrevi após assistir a um documentário sobre uma família onde existia um rapaz que foi diagnosticado como portador de transtorno bipolar e porque eu tenho ouvido desabafos de muitos jovens que dizem que tiveram crises de depressão.
Existe cura para a depressão desde que se faça tratamento adequado. A cura depende de muita luta e o sofrimento provavelmente será distribuído por todos que convivem e amam a pessoa que está depressiva. Vale lembrar que ninguém veio ao mundo a passeio. É mais uma luta...
Não me surpreenderia, se um dia um enviado de Deus viesse a dizer que a depressão é causada por algum tipo de vírus, podendo assim ser desenvolvida uma vacina contra ela.


Gilnea Rangel

quinta-feira, 27 de maio de 2010

Meu Deus

Creio em um Deus sem imagem,
Que é energia e poder.
Que está no Céu e também na Terra.
Que projetou a vida como um jogo,
Onde para existir,
Um ser depende do outro ser.
Um Deus que me criou com liberdade de ação,
Me deu como juiz a minha consciência
E que, bem me aceita por eu ser uma de suas criações.
Um Deus que não me quer de joelhos
E sim em harmonia com a natureza.
Um Deus a quem não posso pedir favores,
Mas que se faz presente,
A partir de um pensamento positivo.
Um Deus que não criou céu inferno ou purgatório,
Pois quando eu morrer
Me receberá em seu seio.
Que não é bom nem mau.
Que me deu um espírito
De um pedaço de si,
Para através de mim
E de todas as suas criações,
Sempre existir.

Gilnea Rangel

.

Insensatez

Que estranha doença
A insensatez...
Tira dos homens a razão
E faz com que esqueçam
O respeito aos direitos de vida.
Violência desenfreada,
Sem antídoto e sem solução
Que faz o amor fraternal se retrair
E se esconder dentro de poucos corações.
Seres humanos perfeitos,
Criados para viver em harmonia,
Violentam a natureza,
Um pouco a cada dia.
Miséria, fome, progresso,
Amor, ciúmes e traição
São citados como razões,
Mas são apenas desculpas
Para tantas agressões.
O sol fonte de vida e prazer
Tem seu brilho ofuscado
Por nuvens de poeira industrial.
Seres humanos são impedidos brutalmente de viver.
Espécies de animais são aniquiladas,
Árvores são derrubadas
Sem se pensar em ecologia.
Rios são sufocados pela poluição.
Mas existem ainda os que bradam
Protestando contra este processo de destruição
E com a força da esperança,
E com a luta dos homens de boa vontade,
Até o espectro da BOMBA desaparecerá da Terra
E este belo planeta conseguirá sua salvação.

Gilnea Rangel

.

segunda-feira, 24 de maio de 2010

Encontro




Meu coração solitário
Em momento certo te encontrou,
Quando eu já sem esperanças
Estava desesperada,
Tal qual uma criança
Perdida em um mundo estranho.
Teu amor veio como um bálsamo
E ungiu meu coração,
Tirando-me a angústia,
Dando-me coragem, orgulho e afeição.
Amor que venceu as barreiras do medo e da solidão.
Presente de Deus em quem creio
E em quem tu crês e dizes que não.
Amor tão quieto e calado que explode em todo esplendor
Quando estamos juntos e sozinhos
Usufruindo os prazeres deste amor.
Amor tão digno de existir que poderá acabar hoje ou amanhã,
Mas que nunca perderá seu valor
Por toda a felicidade que me faz sentir.

Gilnea Rangel
.

Dia de domingo

Não sei... – Cora Coralina

"Não sei...
Não sei...

se a vida é curta
ou longa demais para nós.

Mas sei que nada do que vivemos
tem sentido,
se não tocarmos o coração das pessoas.

Muitas vezes basta ser:
colo que acolhe,
braço que envolve,
palavra que conforta,
silêncio que respeita,
alegria que contagia,
lágrima que corre,
olhar que sacia,
amor que promove.

E isso não é coisa de outro mundo:
é o que dá sentido à vida.

É o que faz com que ela
não seja nem curta,
nem longa demais,
mas que seja intensa,
verdadeira e pura...
enquanto durar."


Cora Coralina
.

sexta-feira, 21 de maio de 2010

Quem eu sou... Em construção.


Eu sou o eco de uma dor,
Vestígios de um abandono e
Brasas de um amor.
Eu sou o atleta na linha de chegada,
Feliz, depois da árdua jornada.
Eu sou o vôo da coruja ao entardecer,
Sou reticências...
Porque sempre tenho mais a dizer.
Sou o grande abraço do reencontro
E a esperança em cada novo amanhecer.
Sou uma ode a incerteza
Pois quanto mais sei
Sempre descubro que há muito mais, a saber.
Sou pequena estrela distante,
Vagando no espaço, errante.
Sou a fonte onde o medo se esconde
Sou a fonte onde a coragem flutua.
Sou a paz que o Outro procura
Sou a paz que um Outro não vê.
Sou o encontro da alegria com a tristeza
Que gera lágrimas de emoção...
Minha energia.
Sou o beija-flor sedento de flor.
Sou a flor repleta de amor.


Gilnea Rangel

.

quinta-feira, 20 de maio de 2010

A palavra amor

Em certas fases da minha vida, alguns homens se aproximavam de mim e diziam que me amavam. Faziam planos para casar comigo, mas não se interessavam em saber se eu os amava ou não. Era assim: Eu te amo eu te quero e ponto final. O importante era o sentimento deles. Hoje até acredito que este modo de agir é mais comum do que eu imaginava.
Eu tenho um envolvimento muito grande com as palavras. Elas me encantam, e por isso muitas vezes passo um tempo analisando como elas funcionam nas relações pessoais. Exemplo: A palavra amor. Pode-se dizer eu te amo para um cachorro, uma plantinha, um livro, uma pessoa para qualquer coisa. Expressões como: ”Eu amo a minha pátria” e “Eu amo a verdade” são também, usuais.
Se a palavra amor for dita para uma pessoa, esta é quem vai mensurar o amor que sentimos do jeito que ela quiser. Muitas vezes fazendo comparações com suas experiências amorosas anteriores e desastrosas, podendo até afirmar que o amor a ela declarado não existe.
Então muitos são os argumentos de apoio às pessoas que pensam: Se você me ama, o problema é seu; se eu te amo o problema é meu e é com o meu amor que nós vamos viver.
Existem as provas de amor, mas elas não provam nada e podem até vir a destruir um belo amor. Amor que precisa de provas não é amor.
Resta então encontrar a nossa outra metade e então teremos oportunidades para viver um amor pleno, prazeroso e satisfatório. E então tudo em nossa relação, como por exemplo: o suor, as palavras e até as incompatibilidades demonstrarão a intensidade e a veracidade do nosso amor.

O dicionário ensina que amor é:
.
Sentimento que predispõe alguém a querer o bem de outrem;
Sentimento de dedicação absoluta de um ser a outro ou a uma causa;
Inclinação ditada por laços de família;
Inclinação sexual forte por outra pessoa;
Apego profundo a valor coisa ou animais;

.
Já pensei em criar uma palavra especial que dissesse claramente como é o amor que sinto pela pessoa que amo. Uma amiga me disse que se eu conseguir esta palavra, rapidamente ela será usada para se declarar amor a um cachorro, uma plantinha, um livro uma causa... para qualquer coisa.

.
Gilnea Rangel


.